CAMPANHA MOTO LEGAL

CAMPANHA MOTO LEGAL

domingo, 5 de outubro de 2014

Conheça mais sobre Flávio Dino, eleito governador do MA

FLAVIO-DINO1 
Nascido em São Luís, no dia 30 de abril de 1968, Flávio Dino é advogado, ex-magistrado, professor de direito e político brasileiro filiado ao Partido Comunista do Brasil (PC do B).
Em 2006 foi eleito deputado federal pelo Maranhão, exercendo seu mandato até 1 de fevereiro de 2011. Foi diretor da Escola de Direito de Brasília do IDP – Instituto Brasiliense de Direito Público. É ex-presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), cargo que ocupou até março de 2014, devido à sua pré-candidatura ao governo do estado do Maranhão.
Infância
Dino cursou o ensino médio no Colégio Marista, onde deu início à vida política como líder estudantil. Em seguida, cursou Direito na Universidade Federal do Maranhão (UFMA), onde exerceu o cargo de coordenador do Diretório Central dos Estudantes (DCE). Em 1989, foi um dos coordenadores da ala juvenil da campanha de Luiz Inácio Lula da Silva.6
Carreira
Dino exerceu o cargo de juiz federal no Maranhão por 15 anos, tendo abandonado a carreira profissional em 2006 para ingressar na vida política, se filiando ao Partido Comunista do Brasil (PC do B). Antes de ingressar na política, exerceu os cargos de secretário-geral do Conselho Nacional de Justiça, presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil e assessor da presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) na gestão de Nelson Jobim.7
Deputado federal
Em 2006, Dino foi candidato a deputado federal no Maranhão pelo PC do B. Foi eleito com mais de 120 mil votos (4,3% do total), sendo o quarto candidato mais votado no pleito. Na Câmara Federal, se destacou como um dos redatores do projeto de Reforma Política.10 Em 2010, Dino foi eleito um dos parlamentares mais influentes do Brasil pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP). Também foi eleito, por quatro anos consecutivos, um dos melhores parlamentares do país pelo site Congresso em Foco.
Eleições 2008
Flávio Dino foi candidato a prefeito de São Luís nas eleições de 2008 pela Coligação Unidade Popular, sendo derrotado no segundo turno pelo ex-governador João Castelo, do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB).
Eleições 2010
Dino foi candidato ao governo do Maranhão pela coligação Muda Maranhão, que conta, além do PC do B, com o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e o Partido Popular Socialista (PPS). O Partido dos Trabalhadores (PT), que decidiu em eleição interna apoiar a candidatura de Dino, foi obrigado pelo Diretório Nacional a apoiar a reeleição da atual governadora Roseana Sarney, do Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMDB), que havia sido líder do governo Lula no Senado Federal. De acordo com reportagem publicada pela revista Veja, emissários da família Sarney tentaram comprar os votos de delegados petistas para que estes apoiassem a coligação com o PMDB, por valores que variaram de R$ 20 mil e R$ 40 mil.
Após ter perdido o apoio do PT, Dino havia cogitado formar aliança com Jackson Lago, mas desistiu a partir da relutância do ex-governador em abrir mão da candidatura própria a favor da aliança com o PC do B. Apesar de ter perdido o apoio do PT, Dino contou com o apoio de figuras célebres do governo em sua campanha, como o Ministro dos Esportes Orlando Silva, o ministro das Relações Institucionais Alexandre Padilha16 e o ministro da Justiça Luiz Paulo Barreto. Também recebeu o apoio de colegas parlamentares como Luíza Erundina, Cristovam Buarque, Vanessa Grazziotin e Cândido Vaccarezza.