ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM.

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM.

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Presa sobrinha de vereador que forjou o próprio sequestro

A jovem tentou extorquir R$ 30 mil do seu tio que é vereador de Igarapé Grande no MA.
Arte: Maurício Araya/Imirante.com.
IGARAPÉ GRANDE - Na tarde desta quinta-feira (19), a polícia prendeu a sobrinha do vereador Galego da cidade de Igarapé Grande, interior do Maranhão. Maria Magalhães da Luz foi presa na cidade de Goiânia, após confessar à polícia que forjou o próprio sequestro para extorquir dinheiro do tio.
Segundo o delegado da Polícia Civil de Igarapé Grande, Jânio Pacheco, o crime aconteceu na quinta-feira passada (12), e foi cometido pela sobrinha do parlamentar em parceria com seu namorado, Hernandes Gomes dos Santos.
Ainda de acordo com a polícia, Maria Magalhães estava na cidade do Rio de Janeiro quando começou a ligar para os seus pais solicitando uma quantia em dinheiro para voltar ao Maranhão. Durante a viagem, ela disse que ficaria em Goiânia por dois dias. Neste espaço de tempo, ela voltou a ligar para os seus familiares informando que tinha sido sequestrada por um traficante. “Hernandes realizava ligações para o vereador alterando a voz e solicitando o depósito de R$ 30 mil para que Maria fosse liberada”, informou o delegado.....

A quantia seria depositada em uma conta bancária de propriedade de Jaqueline Araújo da Silva, antiga esposa de Hernandes. Porém, o parlamentar depositou apenas R$ 15 mil. Por causa do período carnavalesco, o valor seria descontado somente na quarta-feira (18). Por esse motivo, o delegado Jânio encaminhou um ofício à agência bancária solicitando que o saldo da conta corrente pudesse ser sacado apenas no banco de Igarapé Açú, no Estado do Pará, onde Jaqueline se encontrava.
A Polícia Civil de Igarapé Grande repassou as informações para a equipe de investigadores de Igarapé Açú, que realizaram a prisão em flagrante delito de Jaqueline no momento do saque do dinheiro.
Após a prisão de Jaqueline, Maria Magalhães e Hernandes se entregaram no 1º Distrito Policial de Goiânia. Em depoimento, a sobrinha do vereador confessou que teria articulado toda a ação criminosa. O dinheiro, já depositado, foi entregue ao vereador de Igarapé Grande.
Os três foram autuados pelo crime de estelionato. O inquérito será instaurado pela delegacia de Igarapé Açú, no Pará. Maria Magalhães e Hernandes serão recambiados para a cidade onde todos ficarão à disposição da Justiça.