CAMPANHA MOTO LEGAL

CAMPANHA MOTO LEGAL

domingo, 22 de março de 2015

1ª etapa do Mutirão "Mais IDH" realiza 18 mil atendimentos de saúde e serviços sociais

Mais de 18 mil maranhenses tiveram acesso a atendimentos de saúde e serviços sociais nos nove municípios que receberam a primeira etapa do Mutirão ‘Mais IDH’. Lançado pelo governador Flávio Dino, o programa levou unidades móveis de atendimento e postos alternativos com serviços de saúde, sociais, cidadania, entre outros, para nove dos 30 municípios maranhenses com menores índices de Desenvolvimento Humano Municipal do Estado.

No primeiro ciclo do mutirão, moradores dos nove municípios contemplados tiveram acesso a ações como imunização, aferição de Pressão Arterial, dosagem de glicemia, coleta de preventivo relacionado ao câncer de útero, exames de mamografia na prevenção do câncer de mama, teste rápido para HIV e hepatites virais, distribuição de preservativos, consultas médicas, consultas de enfermagem, consultas de nutrição, atendimento odontológico, escovação supervisionada, aplicação tópica de flúor e distribuição de Kits de saúde bucal, entre outros.

Maria Rodrigues da Silva, 49 anos, dona de casa, revelou que a oportunidade de receber esses atendimentos gratuitos no município de São Raimundo do Doca Bezerra, onde reside, é muito rara. “Estou encantada com tudo o que está acontecendo aqui hoje. Nunca tinha visto nada desse tipo aqui em São Raimundo da Doca Bezerra. Hoje conseguir fazer exames rápidos e receber orientações. E ainda trouxe a minha neta pra tomar vacina e aprender sobre saúde bucal”, comemorou a dona de casa.

Enfermeiro no município de Lagoa Grande do Maranhão, Djalmo Pereira Santos, explicou a importância desses atendimentos na cidade. “Esse mutirão está sendo muito importante para a nossa população. Já havíamos realizado ações semelhantes, mas nunca em parceria com o estado, então não conseguíamos ter essa dimensão e conseguir atingir tantas pessoas”.

O secretário de Estado da Saúde explicou que esses atendimentos são parte das ações do governo no sentido de aumentar e ampliar a presenta do Estado na vida dos cidadãos, em conformidade com as diretrizes do governador Flávio Dino....


“A ideia é que o Estado é uma instituição que tem que ser próxima das pessoas.Principalmente nessas áreas de saúde, educação, cidadania e promoção de direitos humanos. E algumas dessas ações são inerentes da área da saúde como a vacinação de crianças, busca de casos de pacientes com doenças crônicas, orientação sobre doenças sexualmente transmissíveis, entre outras. À medida que o Estado faz essas ações ele vai se ampliando na inserção das comunidades e qualificando cada vez mais os serviços prestados”, explicou o secretário.

Sobre isso, o secretário adjunto de Atenção Primária em Saúde, Arnaldo Garcia, assinalou que o apoio institucional do governo,em parceria com os municípios de menor IDH, é fundamental para o resgate da cidadania e da dignidade humana.

“A atuação do Estado ora na oferta pontual de serviços de saúde, ora na imediata integração das potencialidades em saúde da política de Fortalecimento da Atenção Básica (Programa mais Médicos, Programa de Valorização da Atenção Básica – PROVAB, Programa Pro – Residência, etc.), resulta numa Atenção Básica mais qualificada e mais resolutiva, e consequentemente na melhora da vida das pessoas”, pontuou.

É exatamente isso que a lavradora Maria Severina Gomes, 33 anos, lavradora, residente de Fernando Falcão comemorou. “Aqui tá bom demais. Nunca pensei que fosse conseguir vacinar meus filhos e cuidar da minha saúde aqui mesmo no município. Vocês precisam voltar mais vezes”, pleiteou.

Serviços sociais
Mais de quatro mil atendimentos foram contabilizados pelas unidades móveis e alternativas do Viva Cidadão durante a primeira etapa do Mutirão ‘Mais IDH’. Entre os serviços oferecidos estavam a emissão de carteira de trabalho, RG, CPF, antecedentes criminais e alistamento militar, além da entrada no pedido para emissão de Certidão de Nascimento. No total, nove unidades móveis e quatro unidades alternativas realizaram o trabalho nos municípios.

A diretora do Viva Cidadão, Mari-Silva Maia, explicou a importância da ação. “Muitos atendimentos já foram realizados nesta primeira semana, este trabalho está sendo ímpar, por estar atendendo aos municípios de menor IDHM do estado, dando às comunidades a possibilidade de ter acesso a documentos básicos e, por meio desse serviço, levando cidadania à população”, afirmou.

Mutirão‘Mais IDH’
Inserido dentro do Plano ‘Mais IDH’, o mutirão será realizado em três etapas de itinerárias simultâneas em várias regiões do Estado, onde serão oferecidos serviços e atividades educativas por meio da articulação de várias secretarias estaduais e outros parceiros. O objetivo das atividades é elevar o Índice de Desenvolvimento Humano, proporcionando vida digna aos maranhenses. No Mutirão são oferecidas ações nas áreas de saúde, educação, agricultura familiar e trabalho e economia solidária.