ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM.

ANTES NÃO TINHA, AGORA TEM.

domingo, 29 de março de 2015

Estado deve liberar mais de R$ 1 mi em crédito para pequenos agricultores

O crédito foi possível a partir de determinação do governador Flávio Dino
 ( Ronaldo de Oliveira/CB/D.A Press. Brasil. Mato Grosso)
Cerca de mil famílias que estavam com seus projetos de agricultura parados por falta de recursos foram beneficiadas com a liberação de R$ 1,17 milhão do governo federal. O crédito foi possível a partir de determinação do governador Flávio Dino para que a Unidade Técnica Estadual do Crédito Fundiário (UTE) no Maranhão agilizasse o atendimento a pequenos produtores de várias regiões do estado.
 
A UTE faz parte da Secretaria de Estado de Agricultura Familiar (SAF) e está atuando nos municípios maranhenses, de forma regionalizada, com a meta de promover a liberação de recursos na ordem de R$ 26 milhões, destinados a mais de 70 municípios, mas que foram bloqueados porque os beneficiários não receberam a assistência necessária para ter acesso ao crédito, problema gerado pela administração estadual passada....
 
No município de Buriti, por exemplo, a 330 km de São Luís, o secretário de Estado de Agricultura Familiar, Adelmo Soares, se reuniu com os trabalhadores rurais e deu a boa notícia da liberação de mais de R$ 300 mil, resultado da ação dos técnicos da UTE. Os recursos beneficiarão agricultores de assentamentos rurais das comunidades Exu, Ramalho, Bananal, Ponto Alto e Santa Fé.
 
“O governador Flávio Dino tem compromisso com todos os municípios do Maranhão, por isso estamos trabalhando para melhorar a qualidade de vida do homem do campo, em todo o estado, e ouvindo os trabalhadores e as entidades dos movimentos sociais”, ressaltou Adelmo Soares, depois de ouvir os relatos dos agricultores de Buriti e de lideranças locais sobre as dificuldades enfrentadas no dia a dia do meio rural.
 
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Buriti, Antônio Flora, disse que os trabalhadores e o governo do Estado estão de braços dados por um Maranhão melhor. “Nossa maior carência é de assistência técnica e de recursos para desenvolver a agricultura, mas agora estamos confiantes”, disse o sindicalista ressaltando a importância da liberação dos recursos e da presença do Estado no município.
 
Os investimentos fazem parte do Subprojeto de Investimentos Comunitários (SIC), mais uma linha do Programa Nacional de Crédito Fundiário e Combate à Pobreza Rural, disponível para agricultores assentados, que precisam investir em suas terras.
 
Para ter direito aos recursos é necessário que os agricultores sejam associados ou cooperados, em entidades rurais, que são as responsáveis pela gestão do crédito. A liberação é feita pelo governo federal, por meio do Banco do Nordeste, mediante cadastro dos beneficiários e contrapartida do Estado, que é a garantia da Assistência Técnica Rural (Ater).
 
Além de Buriti, dentre os municípios que já têm recursos liberados estão Chapadinha, Vargem Grande, São Benedito do Rio Preto, Nina Rodrigues, São Francisco do Maranhão e Mata Roma. O mutirão coordenado pela SAF prossegue no atendimento aos municípios de Presidente Dutra, Caxias, Codó, Barra do Corda, Tuntum e da Baixada Maranhense. Os municípios serão atendidos até o final de junho deste ano, prazo para receber os recursos do SIC.