segunda-feira, 14 de março de 2016

Policial morto por colega é enterrado em clima de comoção

Alexandre “Xandu” é acusado de matar a queima-roupa, dentro de uma viatura da PM, o colega de profissão Erasmo Alves Cordeiro


Últimas homenagens ao policial Erasmo Alves Cordeiro
Últimas homenagens ao policial Erasmo Alves Cordeiro (Foto: Nardele Oliveira
 / Reprodução / FACEBOOK)
Foi enterrado neste domingo (13), no cemitério público do bairro Bom Jesus, em Imperatriz, o corpo do soldado Erasmo Alves Cordeiro. O policial militar identificado por Alexandre “Xandu” é acusado de matar a queima-roupa, dentro de uma viatura da Polícia Militar do Maranhão (PMMA), o colega de profissão.
Em clima de comoção, familiares, amigos e colegas de trabalho se despediram do policial na manhã de hoje. Várias homenagens marcaram o último adeus ao soldado Erasmo Alves Cordeiro.
Entenda o caso
O crime ocorreu na noite de sexta-feira (11), no município João Lisboa. De acordo com a polícia, o policial Alexandre “Xandu” estava em uma viatura da Polícia Militar na cidade de João Lisboa, acompanhado de outros três PMs quando subitamente efetuou disparos contra o policial Erasmo. Segundo informações preliminares, foram disparados pelo menos 11 tiros. O PM veio a óbito no local.
Ainda segundo testemunhas, o acusado, após efetuar os disparos, saiu e se escondeu em um bar, chegando a ser abordado por um colega, que não tinha conhecimento do ocorrido. Minutos depois, o acusado foi encaminhado para o batalhão da polícia mais próximo.

0 comentários :

Postar um comentário