quinta-feira, 23 de junho de 2016

Maranhão tem 130 casos confirmados de microcefalia

Dado foi divulgado na tarde de ontem pelo Ministério da Saúde, com base nos casos registrados até o dia 18 deste mês
                                Foto: Reprodução
O Maranhão é o quarto estado do país com maior número de casos confirmados de microcefalia. O dado, com base nos registros catalogados no Brasil até o dia 18 deste mês, foi divulgado pelo Ministério da Saúde (MS), na tarde de ontem, por meio de relatório elaborado pela pasta.
De acordo com o MS, o Maranhão possui até o momento 130 casos confirmados da má formação cerebral. Ainda segundo o Governo Federal, outros 76 casos estão sob investigação. Segundo o Ministério, 61 casos suspeitos de microcefalia no território maranhense foram descartados.
O número de casos de microcefalia no estado reforça a tese de que o Nordeste é a região do país com maior foco de registros da enfermidade. Segundo o MS, no total, foram registrados 1.410 casos confirmados de microcefalia, somando as ocorrências nos estados de Alagoas (74), Bahia (263), Ceará (123), Maranhão (130), Paraíba (143), Pernambuco (366), Piauí (87), Rio Grande do Norte (113) e Sergipe (111)...

Em entrevista à Agência Brasil no mês passado, o ministro da Saúde, Ricardo Barros, afirmou que as ocorrências relativas à microcefalia somente terão redução com a ajuda mútua dos cidadãos. “A população brasileira precisa nos ajudar, especialmente os prefeitos, aplicando multas severas àqueles cidadãos que mantêm focos do mosquito da dengue em suas propriedades”.
Segundo o ministro, a pasta investiga todos os casos de microcefalia no país e estuda a possível relação da má-formação cerebral com o vírus zika e outras infecções congênitas. De acordo com o MS, a microcefalia pode ter relação com sífilis e toxoplasmose, por exemplo.
Orientação
Segundo o MS, as gestantes devem adotar medidas que possam reduzir a presença do mosquito Aedes aegypti, que vão desde a eliminação dos criadouros, passando pela manutenção de portas e janelas fechadas. Além disso, as mulheres grávidas também devem usar calças e camisas de manga comprida e usar repelentes.
Mais
Para acompanhar os casos de microcefalia, o Governo do Maranhão inaugurou em março deste ano o Centro de Referência em Neurodesenvolvimento, Assistência e Reabilitação de Crianças (Ninar), que dá assistência a pacientes com microcefalia. A unidade funciona no primeiro andar do prédio da antiga maternidade Benedito Leite, na rua das Cajazeiras, Centro, em São Luís. Os telefones da unidade são (98)3232-6635 e (98) 3232-6566.
Peça
Lista dos 10 estados com maior
número de casos confirmados de microcefalia
Pernambuco – 366
Bahia – 263
Paraíba – 143
Maranhão – 130
Ceará – 123
Rio Grande do Norte – 113
Sergipe – 111
Piauí – 87
Alagoas – 74
Rio de Janeiro – 72
Fonte: Ministério da Saúde (MS)

0 comentários :

Postar um comentário