PROGRAMA MAIS ASFALTO

PROGRAMA MAIS ASFALTO

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

POSTOS DA CIDADE PRESIDENTE DUTRA REDUZEM PREÇOS DO COMBUSTIVEL

duarte-jr
Até que enfim uma boa notícia para os proprietário de veículos automotores em Presidente Dutra e Região, é que após uma decisão do Procon-MA, os preços dos combustíveis em todo o estado foram reduzidos em cerca de 2.7%, para o diesel e 3.2%, para a gasolina. De acordo com a nova política adotada pela Petrobrás, o preço passa a ser estabelecido de forma paritária com o mercado internacional e de modo a remunerar os riscos das operações.
Em Presidente Dutra e queda nas bombas foi de cerca de R$ 0,05 (centavos), o que para os consumidores que abastecem todos os dias não significou muito. O preço em alguns postos que era de R$ 3,60 (centavos), agora está custando R$ 3,55, uma queda menor do que muitos esperavam.
O Procon/MA notificou todas as distribuidoras de combustível do Maranhão sobre a nova política de preços da Petrobrás, o Procon registrou redução de até R$ 0,10 nos preços da gasolina e do Diesel nesta segunda-feira (24), redução essa que ainda não chegou as bombas da cidade. Todas as 16 distribuidoras do Estado estão sendo fiscalizadas sobre o cumprimento do reajuste.

Segundo o presidente do Procon/MA, Duarte Júnior, o Instituto vai acompanhar a cadeia de distribuição do Maranhão para garantir que o impacto da redução chegue efetivamente ao consumidor. “Os resultados dessas ações são bem positivos aos consumidores maranhenses. Hoje, conseguimos inibir a prática de cartel e ainda garantimos que o Maranhão tenha um dos combustíveis baratos do país”, afirmou o presidente.

Esperamos que em Barra do Corda a fiscalização pelo Procon venha diminuir o preço do combustível  repassado aos clientes, pós são varias as denúncias de combustível de péssima qualidade, a qual tem danificado muitos veículos, sem fiscalização o consumidor é roubado diariamente sem ter como se defender, pedimos que o Procon venha fiscalizar e punir postos que vendem produto sem qualidade e fornecendo menos do que  o consumidor paga.  

0 comentários :

Postar um comentário