sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Maranhão teve 31 tremores de terra em menos de uma semana

Sismo de terça, de magnitude 4.6 foi considerado o maior da história do Maranhão, de acordo o Centro de Sismologia da USP
Maranhão teve 31 tremores de terra em menos de uma semana
Tremores afetaram várias cidades do Maranhão (Foto: Reprodução / UnB)
O Maranhão teve, até o início da manhã desta sexta-feira (6), 31 tremores de terra registrados pela Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), de acordo com Observatório de Sismologia da Universidade de Brasília (UnB). O mais forte ocorreu na terça-feira (3), com epicentro em Vargem Grande, cidade distante 194,8 km da capital e os demais sismos foram réplicas.
Dentre os 31, o último tremor - de magnitude 3 na escala Richter - foi registrado por volta das 9h50 de ontem, também no município de Vargem Grande. Os abalos de magnitude menor que 1 na escala Richter não foram levados em consideração pela RSBR.
Lista dos sismos (Foto: Reprodução / UnB)
O sismo de terça, de magnitude 4.6 foi considerado o maior da história do Maranhão, de acordo com relatório divulgado pelo Centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP). De acordo com a instituição paulista, o Maranhão é uma das regiões do Brasil menos ativa sismicamente. Os maiores tremores anteriores no estado haviam ocorrido em Itapecuru em 1871 (magnitude 4), em Alcântara em 1909 (magnitude 3), e perto de João Lisboa em 1981 (magnitude 3.4).
Por causa dos tremores, equipes do Corpo de Bombeiros e da Defesa Civil do Maranhão se deslocaram para cidades do interior do estado como Belágua, onde as paredes de casas chegaram a apresentar rachaduras devido à intensidade da atividade sísmica
Casa no interior do estado foi afetada por tremor 
(Foto: Reprodução / Blog do Gilberto Léda)
São Luís
O fenômeno atípico alterou a rotina de São Luís na terça-feira, quando o abalo em Vargem Grande atingiu a capital, outras cidades do interior do Maranhão e também do Piauí. Por causa de um tremor de terra sentido em diversos bairros, moradores ficaram preocupados com a possibilidade de acidentes. Muitos deixaram suas casas e até empresas dispensaram seus funcionários para garantir a segurança de todos.
Prédio do TCE-MA foi evacuado (Foto: Reprodução)
Os tremores foram sentidos em edifícios como o da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado do Maranhão (Fecomércio), do Tribunal de Contas do Estado do Maranhão (TCE-MA) e do Instituto Federal do Maranhão (IFMA), campus Monte Castelo e vários outros.

O Estado

0 comentários :

Postar um comentário