CAMPANHA MOTO LEGAL

CAMPANHA MOTO LEGAL

quarta-feira, 19 de julho de 2017

Mais de 300 famílias de agricultores familiares comemoram aumento na produção de feijão

Agricultora maria Tereza, do povoado Poço de Dentro, em 
Igarapé Grande, comemora colheita. Foto: Divulgação

“Tirei uma produção que a gente fica admirado de ver”, comemorou o agricultor familiar João Cícero, do povoado Lago do Baiano, do município de Poção de Pedras, na Região do Médio Mearim, beneficiado com incentivos à cadeia produtiva do feijão, ação executada pelo Governo do Maranhão, por meio do Sistema de Agricultura Familiar, composto pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Agência Estadual de Pesquisa agropecuária e Extensão Rural (Agerp) e Instituto de Colonização e Terras do Maranhão (Iterma).
“Para mim esse programa foi uma bênção de Deus. Fico emocionada porque a gente nunca tinha sido enxergada por nenhum governo. Tudo chegou no tempo certo, o dinheiro para arar e preparar a terra, a semente ainda no período chuvoso, acompanhamento dos técnicos e batedeira para debulhar o feijão”, disse Maria Tereza, do povoado Poço de Dentro, do município de Igarapé Grande.
A felicidade estampada no rosto de João Cícero e Maria Tereza é resultado do apoio à produção deles e de mais 300 famílias em 16 municípios das regionais de Pedreiras, Bacabal e Presidente Dutra.
“A produção é um dos principais caminhos para o desenvolvimento do nosso estado. É dessa forma que o Governo do Maranhão trabalha para dar dignidade e qualidade de vida aos agricultores familiares”, enfatizou o secretário da SAF, Adelmo Soares...

O objetivo da cadeia produtiva é dinamizar e fortalecer a agricultura familiar diminuindo o trabalho árduo dos agricultores familiares, por meio de técnicas muito simples, entre as quais o inoculante (para a fixação biológica de nitrogênio), responsável por aumentar a produção em até 30%. Entre os outros benefícios, cada agricultor recebe R$ 2.700 para a compra de adubo, calcário, plantadeira, análise de solo e o pátio de secagem.
“Os agricultores estão comemorando a fartura da produção. Toda essa produtividade é resultado de assistência técnica executado pelo Governo do Estado por meio da Agerp. Seu João, dona Maria e todas as outras famílias da região tiveram aumento na produção porque houve acompanhamento técnico, com preparação do solo, dos grãos com o inoculante, espaçamento adequado da produção, quantidade de semente por cova. Tudo isso resultou no aumento da produtividade do feijão”, explicou o gestor Regional da Agerp de Pedreiras, Wilton Sousa.
Além do acompanhamento técnico, os agricultores receberam batedeira para descascar o feijão. O equipamento tem melhorado a vida deles. Seu José, por exemplo, falou que a batedeira tem ajudado bastante. Antes do equipamento o trabalho era manual, demorado, além de ter muitos desperdícios. “Agora em poucas horas temos dez sacos de feijão batido e limpinho. Nossa vida melhorou muito”, enfatizou.
Dia de Campo
João Cicero, agricultor de Poção de Pedras ficou feliz com aumento da produção. Foto: Divulgação
Na segunda-feira (24), o Governo do Estado, por meio do Sistema SAF, realizará um Dia de Campo da Cadeia produtiva do feijão caupi, no município de Poção de Pedras, para 200 agricultores.
O objetivo do evento é disponibilizar aos produtores tecnologias de fácil implantação na produção do feijão caupi como o uso do inoculante com estirpes da bactéria rizóbio, que misturados às sementes do feijão caupi, aumenta sua produtividade e não polui o meio ambiente, colaborando assim para a conservação dos recursos naturais.
A ação em Poção de Pedra tem como meta divulgar os resultados preliminares na pesquisa com o inoculante, bem como integrar outros agricultores não beneficiários, abrangendo o maior número de pessoas e tendo um importante papel na vida do futuro desses agricultores.
Os municípios que fazem parte da cadeia do feijão são Bernardo do Mearim, Esperantinópolis, Igarapé Grande, Lima Campos, Pedreiras, Poção de Pedras, São Raimundo do Doca Bezerra, São Roberto, Trizidela do Vale, Joselândia, Santo Antônio dos Lopes, Capinzal do Norte, São Luís Gonzaga do Maranhão, Lago da Pedra, Lago do Junco e Lago dos Rodrigues.

0 comentários :

Postar um comentário