CAMPANHA MOTO LEGAL

CAMPANHA MOTO LEGAL

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Flávio Dino é inocentado de acusações na lava-jato

Flávio Dino confiante no arquivamento da ação.
A Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu e o Superior Tribunal de Justiça (STJ), por meio do ministro Félix Fischer, arquivou a denúncia referente à citação do governador do Maranhão, Flávio Dino (PC do B), na delação da Odebrecht.
Dino foi acusado de ter recebido recursos de caixa dois e propina. Ele sempre apontou inconsistências e erros nos relatos dos delatores da empreiteira.
Segundo o delator José de Carvalho Filho, ex-funcionário da Odebrecht, quando era deputado federal, em 2010, Flávio Dino pediu R$ 200 mil para defender na Câmara dos Deputados um projeto de lei que beneficiaria a construtora.
O projeto – que nunca foi votado – atribuiria segurança jurídica a investimentos do grupo Odebrecht em Cuba.
Num dos encontros, disse Carvalho Filho, o então deputado também teria pedido ajuda para a sua campanha eleitoral ao governo do Maranhão.
Flávio Dino sempre negou o recebimento dos recursos.
Na manifestação ao STJ, a PGR apontou “dificuldade praticamente intransponível de se buscar uma prova autônoma do efetivo pagamento” de R$ 200 mil ao comunista na eleição de 2010. Por isso, pediu o arquivamento do caso.

0 comentários :

Postar um comentário