"AGORA TEM SEGURANÇA",

"AGORA TEM SEGURANÇA",

terça-feira, 17 de outubro de 2017

COMITIVA DO MARANHÃO PARTICIPA DE CONGRESSO MUNDIAL SOBRE DESSALINIZAÇÃO E REÚSO DA ÁGUA

O Governo do Estado, por meio do Sistema de Agricultura Familiar (AGERP, ITERMA, SAF) marca presença, em São Paulo, no Congresso Mundial sobre Dessalinização e Reúso de Águas na América Latina promovido pela Associação Internacional de Dessalinização (IDA). O evento, com abertura neste domingo, dia 15, acontece até 20 de outubro no Sheraton World Trade Center.
O secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Adelmo Soares e o presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (AGERP), Júlio César Mendonça representaram o Governo do Estado no evento e, representando o comitê gestor do Programa Água Doce no Maranhão (PAD), está participando os superintendentes da SAF, Railda Pascoal e Pedro Bello, UFMA e INCRA está sendo representado por Marizelia Furtado e Levi Alves respectivamente.

Realizado a cada dois anos, o Congresso é amplamente considerado o principal evento global voltado para a reutilização e dessalinização de água, apresentando uma exposição líder do setor, programa técnico abrangente de quatro dias, visitas a plantas e eventos de networking (rede de trabalho) durante a semana do Congresso Mundial.
 Tem a presença de participantes do setor público e privado de todo o mundo – líderes em todos os setores da indústria, desde usuários finais a desenvolvedores de tecnologia e fornecedores de soluções, acadêmicos e pesquisadores, financiadores, fornecedores e consultores. Mais de 1.200 participantes devem comparecer ao evento em São Paulo.
Água Doce no Maranhão-  A escassez de água e a ocorrência de águas salinas e salobras em boa parte do Maranhão fizeram com que o Governo do Estado, por meio do Sistema SAF (SAF,  AGERP, ITERMA) buscassem, junto ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), tecnologias para dessalinização da água. O programa Água Doce (PAD) faz parte deste conjunto de tecnologias, visando aumentar a oferta de água de boa qualidade para o consumo humano, principalmente, para agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos Governos Estadual e Federal.  Para a execução do Programa será destinado R$ 9.667.110,79 milhões que beneficiarão 2.250 famílias com a instalação de 30 sistemas de dessalinização.
“O Sistema SAF é executor do Programa no Estado e pretende instalar 30 sistemas de dessalinização, entre eles, três serão sistemas de arranjos produtivos. O público alvo são agricultores familiares, comunidades quilombolas e assentados de programas dos governos Estadual e Federal”, informou o secretário da SAF, Adelmo Soares....

Ainda de acordo com o secretário, o Maranhão tem apresentado grandes avanços, inclusive, o pré – diagnóstico já foi concluído e agora haverá um processo de contratação de uma empresa para realizar o diagnósticos das comunidades que realmente estão necessitando.


 “A participação da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural- Agerp na execução do Programa Água Doce, se dá tanto no processo de articulação junto ao público beneficiado quanto no processo de assistência técnica na vertente produtiva do programa. Tendo em vista que o processo de dessalinização permite que a água sirva tanto para o consumo humano, que é seu principal objetivo, quanto para o processo de produção”, concluiu presidente da Agerp, Júlio César Mendonça.
O Programa abrange os municípios de Itapecuru, Pirapemas, Água Doce do Maranhão, Araioses, Primeira Cruz, Chapadinha, Codó, Timbiras, Coroatá, Caxias, São João do Sóter, Aldeias Altas, Buriti, Vargem Grande, Tutóia, Santa Quitéria, Duque Bacelar, Afonso Cunha, Timon e Loreto.

0 comentários :

Postar um comentário