ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

segunda-feira, 11 de dezembro de 2017

Motorista envolvido em acidente no Araçagi vai responder por homicídio

Breno Francisco Correia, que conduzia a van, permanecia foragido até o fim da tarde de ontem; quatro vítimas serão enterradas hoje na cidade de Bacabeira
Socorristas do Samu e do Bombeiros recolhem as vítimas
Socorristas do Samu e do Bombeiros recolhem as vítimas 
(Foto: Paulo Soares)
O motorista da van identificado por Breno Francisco Correia, de idade não revelada, responderá por homicídio culposo por causa do acidente registrado na manhã de sábado, 9, na avenida Atlântica, acesso à praia do Araçagi, em que quatro pessoas morreram. De acordo com o Instituto Médico Legal (IML), entre as vítimas, estão três crianças identificadas por Gis Jhennyffer Machado Pinheiro, de 12 anos, e os irmãos Ellen Cecília da Silva Melo, de 11 meses, e Eliezer da Silva Melo de apenas 6 anos. Também morreu no acidente Maria José Coelho Santos, de 58 anos. O condutor da van permanecia foragido até a tarde de ontem. Ele se evadiu após o acidente.
Os corpos foram liberados na manhã de ontem e o velório coletivo começou por volta das 16h. As vítimas serão enterradas hoje pela manhã, na cidade de Bacabeira. Sobre o motorista, a polícia quer saber se o mesmo era habilitado para guiar veículos de transporte de passageiros...

De acordo com alguns passageiros, integrantes de uma congregação evangélica da cidade de Bacabeira que sobreviveram ao episódio, o motorista foi contratado pelo grupo apenas alguns dias antes da viagem. Segundo Raimundo Nonato Rodrigues, um dos passageiros da van, o motorista não era ligado à congregação religiosa. “A gente, na verdade, nem sabia quem ele era, só sabíamos que oferecia este tipo de serviço”,.
O passageiro não soube precisar se o motorista havia ingerido bebida alcoólica enquanto fazia o trajeto. A principal suspeita dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) é de que um problema no freio teria causado o acidente, no entanto, não está descartada a hipótese de que a falta de habilidade do motorista tenha sido o fator preponderante que provocou o acidente. O veículo seguia no sentido MA-203/praia quando, ao se aproximar do acesso à praia, tombou.
Minutos após o acidente, equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do Corpo de Bombeiros foram acionadas. Três pessoas (Eliezer, Maria José Coelho e Gis Jhennyffer) faleceram no local enquanto a criança (Ellen Cecília) chegou a ser encaminhada para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, no entanto, faleceu meia hora após a colisão.
Segundo a última atualização divulgada pela Prefeitura de São Luís, somente nos dois Socorrões, foram atendidas 14 pessoas. No Socorrão I, foram assistidas nove pessoas sendo que, destas, duas receberam alta ainda no sábado. Outras duas crianças passaram por procedimento cirúrgico e foram transferidas ontem nos hospitais Materno Infantil e Juvêncio Matos. Outra criança segue internada no Socorrão I juntamente com outros três adultos. O nono paciente foi estabilizado e, em seguida, encaminhado para o Socorrão II.
Já no Socorrão II, outras cinco pessoas foram atendidas prontamente. Uma criança teve alta horas após o acidente e outros quatro adultos permanecem internados. Destes, três (sendo dois homens e uma mulher) tiveram fraturas e lesões em músculos. Outro homem teve amputação de membro superior e está em observação em Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
Boletim
De acordo com boletim de ocorrência registrado no plantão do Maiobão, 34 pessoas estavam na van no momento do acidente. O grupo passaria o dia na praia e, segundo o relato do BO, em nenhum momento o veículo apresentou suspeita de problema mecânico. O Icrim deverá se pronunciar nos próximos dias acerca das causas
Vítimas que morreram no acidente
Maria José Coelho Santos (58 anos)
Gis Jhennyffer Machado Pinheiro (12 anos)
Ellen Cecília da Silva Melo (11 meses)
Eliezer da Silva Melo (6 anos)

0 comentários :

Postar um comentário