ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

quarta-feira, 20 de dezembro de 2017

Polícia incinera 173 kg de drogas em Imperatriz

Esta foi a segunda vez que os entorpecentes que são resultados de apreensões realizadas ao longo do ano, foram incineradas em Imperatriz, a 626 km de São Luís.

Do total incinerado, 150 kg eram de maconha e o restante eram quantidades de crack e cocaína. (Foto: Reprodução/TV Mirante) 
A Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (SENARC) incinerou 173 kg de drogas que são resultado de apreensões realizadas ao longo do ano na Região Tocantina. Esta foi a segunda vez que uma grande quantidade de entorpecentes foi incinerada em Imperatriz, a 626 km de São Luís. A primeira aconteceu em janeiro deste ano, onde 120 kg foram destruídos.
Do total incinerado, 150 kg eram de maconha e o restante eram quantidades de crack e cocaína. A droga foi incinerada em uma empresa responsável por esse tipo de procedimento e o trabalho foi acompanhado por equipes do Instituto de Criminalística e Medicina Legal (ICRIM) e da Vigilância Sanitária. Em quantidades pequenas, a droga era colocada na balança e em seguida era levada a um forno aquecido a 1500º graus.
A quantidade apreendida representa 12 dos 71 inquéritos abertos em 2017, referentes ao tráfico de drogas. “Há vários outros inquéritos que ainda estão aguardando autorização judicial e é necessário ter essa autorização para que haja a incineração. Tanto que essas drogas são tanto resultados de procedimentos de 2017 quanto alguns procedimentos remanescentes em 2016”, explicou o delegado Fabian Kleine.
Somente em 2017, a Senarc apreendeu 220 kg de drogas em Imperatriz, um aumento de 20% em relação ao ano de 2016. O tipo de droga mais apreendida foi a maconha, com 214 kg, em seguida o crack com 9 kg, a cocaína com 5,5 kg e o exctasy com 16 gramas. Este ano 100 pessoas foram presas por envolvimento com o tráfico de drogas e foram cumpridos 32 mandados de busca. 

G1

0 comentários :

Postar um comentário