sábado, 20 de janeiro de 2018

Febre amarela: Minas Gerais decreta situação de emergência nas áreas de BH, Itabira e Ponte Nova

Medida que afeta 94 municípios foi publicada no Diário Oficial do estado neste sábado (20). O número de mortes por febre amarela em Minas Gerais desde dezembro de 2017 pode chegar a 19.

O governador Fernando Pimentel (PT) decretou situação de emergência em saúde pública por causa do surto de febre amarela em 94 dos 853 municípios mineiros. Eles ficam nas áreas de Belo Horizonte, Itabira, na Região Central de Minas Gerais, e Ponte Nova, na Região da Zona da Mata.
(Veja a lista completa das cidades no fim desta reportagem)
A medida foi publicada no Diário Oficial do estado neste sábado (20) e vai vigorar por 180 dias. O número de mortes por febre amarela em Minas Gerais desde dezembro de 2017 pode chegar a 19. O G1 registrou mais 4 mortes pela doença em três cidades após o último balanço da Secretaria de Estado de Saúde, que contava 15 óbitos na última quarta-feira (17).
O decreto autoriza a dispensa de licitação para “aquisição pública de insumos e materiais e a contratação de serviços estritamente necessários ao atendimento da situação emergencial”....

A medida também cria a “Sala de Situação”, cujo objetivo é monitorar e coordenar as ações administrativas autorizadas neste decreto. Representantes das secretarias de estado de Saúde, Governo, Meio Ambiente e Agricultura, além do gabinete militar farão parte do grupo.

Vacinação

Neste sábado (20), todos os postos da capital mineira vão ficar abertos entre as 8h e as 17h. Atualmente a cobertura vacinal contra a febre amarela em Belo Horizonte é de 86%. Veja as listas dos postos e endereços.
Segundo a Prefeitura, a meta é alcançar a cobertura de 95% da população. Em 2018, 39 mil pessoas já foram vacinadas na capital mineira.

O que é febre amarela?

0 comentários :

Postar um comentário