ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

ANTES NÃO TINHA AGORA TEM.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Gilmar Mendes solta ex-secretário de Saúde do Rio, preso na Lava Jato

Sérgio Cortês foi titular da pasta durante o governo de Sérgio Cabral e teria favorecido empresários em licitações.

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou a soltura do ex-secretário de Saúde do Rio de Janeiro Sérgio Cortês (foto), preso em abril de 2017 durante um desdobramento da Operação Lava Jato. Côrtes foi beneficiado com uma extensão do habeas corpus dado em dezembro ao empresário do setor de saúde Miguel Skin. As informações são da coluna de Lauro Jardim em O Globo.
Segundo Gilmar Mendes, os argumentos considerados para a prisão preventiva de Sérgio Côrtes “se revelam inidôneos”. O ministro determinou ainda medidas restritivas ao ex-secretário de Saúde. Ele não pode manter contato com os outros investigados, está proibido de deixar o país e terá de cumprir recolhimento domiciliar no período noturno e nos fins de semana.
Ao serem presos, Cortês e Skin foram indiciados, com o também empresário Gustavo Estellita, por corrupção passiva e ativa, lavagem de dinheiro e organização criminosa. A operação investigou fraudes em licitações para o fornecimento de próteses para o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into).
Segundo a apuração, quando era diretor do Into, Sérgio Côrtes teria favorecido a empresa Oscar Yskin, da qual Miguel é sócio, nas concorrências públicas do órgão. Gustavo Estellita é sócio de Miguel em outras empresas e já foi gerente comercial da Oscar Iskin.

0 comentários :

Postar um comentário