quarta-feira, 14 de março de 2018

Morre, aos 76 anos, o físico Stephen Hawking

O físico Stephen Hawking morreu, nesta quarta-feira (14/3), aos 76 anos. A morte do estudioso foi comunicada pelos filhos Lucy, Robert e Tim em uma nota à imprensa. “Estamos muito tristes que nosso amado pai se foi hoje. Ele foi um grande cientista e homem extraordinário, cujo trabalho e legado irão viver por muitos anos”, diz o comunicado.
Os filhos ainda destacaram algumas características de Stephen Hawking. “Sua coragem e persistência aliado ao seu brilhantismo e humor inspiraram as pessoas pelo mundo. Uma vez, ele disse: ‘Não seria muito um universo se não fosse a casa das pessoas que você ama’. Vamos sentir falta dele para sempre”, conclui a nota.
Hawking nasceu em 8 de janeiro de 1942, exatamente 300 anos após a morte de Galileu. A morte do astrofísico aconteceu no mesmo dia do nascimento de Albert Einstein...


Aos 21 anos, Hawking descobriu ser portador de Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA), uma doença degenerativa rara. Ao ser diagnosticado, os médicos tinham dado a ele menos de dois anos de vida. No entanto, a forma que a doença progrediu no físico foi mais devagar. Ele conviveu por mais de 50 anos com a condição.
Hawking teve como principais campos de pesquisa a cosmologia teórica e a gravidade quântica. O físico entrou para a University College, em Oxford, Inglaterra, em 1959. Sete anos depois, obteve doutorada na área pela Trinity Hall, em Cambridge.
Entre os trabalhos, Hawking provou, ao lado de Roger Penrose, teoremas de singularidade, ligados ao espaço-tempo. Além disso, propôs quatro leis da mecânica de buracos negros e demonstrou a existência de miniburacos negros.
Hawking publicou 14 livros sobre física. O primeiro, Um Breve História do Tempo, de 1982, vendeu mais de 10 milhões de cópias. Outra publicação de bastante sucesso foi O Universo Numa Casca de Noz, de 2011. A última obra dele foi Minha Breve História, de 2013.
Vários títulos e prêmios foram concedidos ao físico. Entre eles, destacam-se a Medalha Albert Einstein, o Prêmio Príncipe das Astúrias (pela contribuição à paz), o titulo de Companheiro de Honra da Rainha Elizabeth II, e, em 2012, o Fundamental Physics Prize, um dos mais importantes da física.
Cinema
A vida de Hawking foi retratada no filme A Teoria de Tudo, de 2014, que rendeu a Eddie Redmayne, o artista que interpretou o físico, o Oscar de Melhor Ator. Segundo o site Business Insider, o gênio viu o longa finalizado antes de todo mundo e foi a partir daí que deu autorização para utilizarem a voz sintetizada, que é protegida por direitos autorais.
A família não informou quando o corpo de Stephen Hawking será enterrado.

0 comentários :

Postar um comentário