terça-feira, 8 de maio de 2018

Adolescente envolvido em assassinato de delegado da PF confessa participação

Segundo investigação policial, o adolescente confessou participação no crime. Foi ele quem teria desferido golpes de faca na vítima.

Apreendido nesta segunda-feira (7) no bairro Divinéia, o adolescente de 17 anos que esteve envolvido no assassinato do delegado da Polícia Federal Davi Farias de Aragão, ocorrido na noite do último sábado (5). 
O adolescente confessou ao delegado Jeffrey Furtado, à frente das investigações, que foi ele quem travou uma luta corporal com a vítima e lhe desferiu golpes de faca nas costas. De acordo com o relato do jovem, foi Davi Costa Martins, apelidado de “Olhão”, quem teria disparado um dos tiros de arma de fogo na vítima – ele ainda se encontra foragido. O outro participante do crime, Wanderson Baldez Costa, de 20 anos, foi preso ainda no domingo (6).
Segundo relato do adolescente, os três chegaram ao local do crime munidos apenas de um simulacro (uma arma de brinquedo), segurada por Davi Costa. “O Davi estava com o simulacro. E quando eles estavam realizando o assalto, uma das pessoas que estava lá estava armada e reagiu. Houve a luta pela posse da arma, a pistola da vítima caiu no chão, o Davi então roubou a arma e atirou no delegado”, declarou o delegado Jeffrey Furtado.
O suspeito Davi Costa foi preso em março deste ano por porte ilegal de arma de fogo, mas teria sido liberado. A prisão preventiva dele foi decretada.
O governo do Maranhão informou hoje (6), em nota, que os três suspeitos do assassinato do delegado federal Davi Farias de Aragão, ocorrido na noite de sábado (5), são membros de uma facção criminosa que atua na região metropolitana de São Luís.
Wanderson Baldez Costa, 20 anos, de acordo com o governo, foi preso e confessou o crime após dar entrada em um hospital da região, após ter levado um tiro no braço. 

Ma.10

0 comentários :

Postar um comentário