terça-feira, 22 de maio de 2018

Gasolina será vendida a R$ 2,98 no DF em protesto contra impostos

Campanha promovida pela CDL Jovem será nesta quinta (24/5) e vai oferecer combustível sem valor dos tributos para consumidores.

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) Jovem promove nesta quinta-feira (24/5), em 17 estados e no Distrito Federal, a 10ª edição do Dia da Liberdade de Impostos (DLI). A ação chama atenção para a alta carga tributária brasileira, especialmente se comparada à qualidade dos serviços públicos oferecidos. No Distrito Federal, três postos da rede Jarjour vão vender gasolina a R$ 2,98 o litro – 36% mais barata do que o atual valor de R$ 4,61.
A ação promete lotar os estabelecimentos, principalmente em função dos frequentes reajustes no preço do combustível no último ano. O valor da gasolina, do álcool e do diesel, inclusive, será tema de reunião nesta terça (22) entre a cúpula do Palácio do Planalto e a Petrobras.
 Desde ontem, caminhoneiros fazem bloqueios em rodovias de todo o país para protestar contra o valor do diesel. A carga tributária no combustível chega a 42% no Brasil.
Nos postos Jarjour da Asa Norte, da Asa Sul e de Taguatinga, estarão disponíveis 30 mil litros de gasolina com o desconto (10 mil em cada unidade), sendo que cada motorista poderá abastecer 20 litros, com pagamento apenas em dinheiro. A ideia é que o maior número possível de consumidores possa aproveitar o preço e protestar. A dica é chegar cedo.
O porcentual corresponde à quantidade de tributos incididos sobre o combustível. O presidente da CDL Jovem DF, Raphael Paganini, lembra que não há sonegação dos impostos, que serão pagos pelos empresários, apenas não serão repassados para os clientes.
Ele ainda ressalta que nesses 10 anos o DLI mobilizou milhares de pessoas e é reconhecido de forma positiva pelos brasilienses. “É uma grande campanha de conscientização que une empresários e consumidores, movimenta o varejo e dá a oportunidade de comprar mais barato”, defende...

A campanha não se limita a postos de combustíveis. Em 2018, a novidade é a participação de lojistas de grandes shoppings da cidade, que venderão produtos com descontos entre 15% e 70%, dependendo da tributação de cada segmento de mercado (veja lista de lojas e de produtos).
Paganini ressalta que a entidade defende a simplificação tributária no Brasil. “Apoiamos projetos de lei com esse propósito, para que o consumidor saiba quanto paga de impostos em cada produto que compra, com mais transparência”, afirma. Assim, um imposto único – ou medida similar – tornaria o cálculo mais fácil, e, consequentemente, os cidadãos teriam recursos para exigir a diminuição da carga.
Além do Distrito Federal, o DLI ocorre em mais 16 estados em 2018: Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

Metrópole.com

0 comentários :

Postar um comentário