quarta-feira, 13 de fevereiro de 2019

Justiça prorroga prisão de Policial Militar suspeito de matar jovens na área do Coquilho zona rural de São Luís.

A Justiça prorrogou por mais 30 dias a prisão temporária do soldado da Polícia Militar do Estado do Maranhão, Hamilton Caíres Linhares.

O PM Hamilton Caíres Linhares é lotado na Companhia de Operações Especiais, (COE) e é considerado o principal suspeito da morte dos jovens Jeanderson da Silva Diniz, de 17 anos, Gustavo Feitosa Monroe, de 18 anos e Gildean Castro Silva, de 14 anos. Os três foram torturados e executados a tiros no início de janeiro deste ano em uma área de construção de imóveis do Programa Minha Casa Minha Vida na área do Coquilho, zona rural de São Luís.

A Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP) segue investigando o caso e os delegados solicitaram a prorrogação da prisão preventiva do soldado para que o inquérito seja concluído. Hamilton Caíres Linhares está preso no presídio “Manelão”, localizado no quartel do comando geral da Polícia Militar,  no Calhau, na capital.

MA10

0 comentários :

Postar um comentário