segunda-feira, 2 de março de 2020

Policiais militares decidem pelo fim do motim no Ceará

Os agentes resolveram aceitar a proposta definida pela comissão especial e deverão retornar ao trabalho já na segunda-feira (02/03/2020)

Os policiais militares amotinados no Ceará decidiram pelo fim do movimento na noite deste domingo (01/03/2020). As informações são do Diário do Nordeste.
Neste domingo, foi apresentada uma proposta salarial elaborada pela comissão especial formada por membros dos três poderes estaduais e por representantes dos PMs.
Pela proposta:
  • Os policiais terão apoio de instituições que não pertencem ao governo do estado, como Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Defensoria Pública e Exército;
  • Os policiais terão direito a um processo legal sem perseguição, com amplo direito a defesa e contraditório, e acompanhamento das instituições mencionadas anteriormente;
  • O governo do Ceará não vai realizar transferências de policiais para trabalhar no interior do estado em um prazo de 60 dias contados a partir do fim do motim;
  • Os policiais militares devem retornar ao trabalho já no dia 2 de março, esta segunda-feira.
Insatisfeitos com a proposta de reajuste salarial à categoria, diversos policiais se amotinaram no estado desde o dia 18 de fevereiro. A paralisação durou 13 dias.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública, durante o motim, houve, pelo menos, 195 assassinatos no Ceará.
O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) chegou a autorizar o emprego das Forças Armadas na Operação de Garantia da Lei e da Ordem (GLO) no estado, para colocar ordem na segurança pública cearense.


Metrópoles.com

0 comentários :

Postar um comentário