DROGARIA CHAVES

Atendimento de Qualidade é com a Gente.

ESCOLA CEC

Educando para a Vida.

BIO Laboratório de Analises Clinicas

Realizamos coleta em sua residencia.

ISETED

Seu futuro começa aqui.

CN Motos

Sua Concessionaria Honda em Barra do Corda.

Acesse http://www.ifenix.com.br/ e confira as promoções e novidades

Ligue e agende uma visita tecnica (99) 3643-1859.

sábado, 14 de julho de 2018

PF: ministério do Trabalho fraudava pareceres para Marun

Um relatório da Polícia Federal mostra que integrantes do Ministério do Trabalho desprezaram exigências legais e chegaram a fabricar pareceres fraudulentos para atender a pedidos do ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun. O documento foi obtido pelo jornal Folha de S. Paulo.
De acordo com a investigação, Marun pedia que a sua chefe de gabinete, Vivianne Lorenna de Melo, entrasse em contato com integrantes da pasta para solicitar facilidades para sindicatos do Mato Grosso do Sul, seu reduto eleitoral. A tese da polícia é de que ele fazia isso em troca de apoio político.
As mensagens entre a funcionária e o ministério foram feitas dias antes da Operação Espúrio ser deflagrada. De acordo com a reportagem, o então coordenador-geral de Registro Sindical, Renato Araújo, repassava os pedidos para Jéssica Mattos. Ela não tinha vínculo com a pasta. Ambos foram presos na primeira fase da operação, em 30 de maio.
Segundo a investigação, ela era responsável por produzir manifestações que foram consideradas fraudulentas pela PF. Em um dos casos citados pela corporação, a chefe de gabinete de Marun pede o registro sindical para o Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário Federal e Ministério Público da União no MS (Sindjufe-MS)....

sexta-feira, 13 de julho de 2018

ATENÇÃO:Amanhã acontece o terceiro sorteio do Aniversário Paraíba 60 anos.

É AMANHÃ sábado dia (14), Acontecerá o  terceiro sorteio do aniversário Paraíba 60 anos. 

Venha participar e concorra a R$ 1 Milhão e Meio em prêmios.
A cada R$60,00 em compras, desbloqueio do cartão Paraíba e pagamento de prestações você ganha cupons para depositar na urna participar dos sorteios.


Paraíba 60 anos Sucesso em qualquer lugar.

“Só não vamos fazer pacto com o diabo”, afirma Bolsonaro

No Pará, presidenciável do PSL diz que não conversa com MDB, mas seu partido costura aliança para as eleições 2018 com a família Barbalho.

Apesar de o presidenciável do PSL, Jair Bolsonaro, manter o discurso contra “políticos tradicionais”, o diretório do partido no Pará costura uma aliança com o ex-ministro da Integração Helder Barbalho, do MDB, que concorre ao governo do Estado nas eleições 2018. Na disputa federal, o senador Jader Barbalho, pai de Helder e patriarca do grupo, manifesta apoio, pelo menos formalmente, à pré-candidatura do ex-ministro Henrique Meirelles, de seu partido, e espera uma definição do nome que o PT lançará à Presidência.
Em visita a Marabá nesta quinta-feira (12/7), ao ser questionado pela reportagem sobre a aliança, Bolsonaro afirmou que não participa das conversas de aproximação entre o PSL e o MDB no Pará, que na prática representa uma aliança indireta com o clã Barbalho para formar palanques, mas que não pode evitar acordos nas sucessões estaduais. “Se o nosso foco é a cadeira presidencial, paciência”, disse o pré-candidato. “Só não vamos fazer pacto com o diabo”, completou, numa referência a um discurso em que a presidente cassada Dilma Rousseff afirmou que podia “fazer o diabo quando é hora da eleição”. Bolsonaro, no entanto, disse que não tem “nada a ver” com a costura no Estado e lembrou que conseguiu barrar um acordo do PSL com o PCdoB no interior de Minas Gerais.
O presidente estadual do PSL, Rogério Barra, afirmou que o partido, ligado especialmente aos policiais militares, está na oposição ao governador Simão Jatene (PSDB). “Ele não recebe a tropa da polícia, que forma a base do nosso partido”, disse....

Preço da gasolina aumenta quase 11% no MA; 2ª maior do país

Após a greve dos caminhoneiros, ocorrida em maio deste ano, o preço de referência da gasolina no Maranhão aumentou quase 11%, o que corresponde à maior variação do país. A informação é da Agência Nacional do Petróleo. Outros 12 estados, segundo o levantamento, também passaram a arrecadar mais após a greve.
Por meio de nota, a Secretaria de Estado da Fazenda informou que não há nenhuma medida compensatória, pois não houve elevação de alíquotas do imposto no Maranhão e ressaltou que o estado tem um dos menores preços de combustível do pais.

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Barra-Cordenses dão o Ultimo adeus ao grande líder político Avelar Sampaio

Reajuste para agentes comunitários de saúde é aprovado no Senado

Com aumento previsto de 52,86% até 2021, projeto vai à sanção de Temer.

O texto estabelece que o piso atual de R$ 1.014,00 passará a ser de R$ 1.250,00 em 2019 (23,27%); de R$ 1.400,00 em 2020 (12%); e de R$ 1.550,00 em 2021 (10,71%). O piso salarial será reajustado, anualmente, em 1º de janeiro, a partir do ano de 2022 e deve ser fixado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). 
A proposta estabelece uma jornada de trabalho de 40 horas. A medida estipula que, a cada dois anos, os agentes de saúde frequentarão cursos de aperfeiçoamento que serão organizados e financiados, de modo tripartite, pela União, estados ou o Distrito Federal e municípios. Já o transporte dos agentes até os locais de atuação será financiado pelo Ente Federativo ao qual o profissional estiver vinculado.
A matéria também prevê a presença de agentes comunitários de saúde na Estratégia de Saúde da Família e de agentes de combates de endemias na estrutura de vigilância epidemiológica e ambiental...

Congresso derruba proposta de congelamento de salários de servidores

Deputados e senadores votaram o PLDO na noite dessa quarta-feira (11/7) e também autorizaram a criação de novos cargos em 2019.

Servidores públicos federais conquistaram uma vitória na noite dessa quarta-feira (11/7). Após pressões de parlamentares e entidades sindicais, o plenário do Congresso Nacional derrubou a proposta que congelava salários, novos concursos e benefícios da categoria em 2019. A ideia havia sido apresentada pelo relatório prévio do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) de 2019.
A decisão ocorreu depois de a Comissão Mista de Orçamento (CMO) aprovar o relatório que proibia reajustes salariais para a categoria. A mudança só foi possível após deputados e senadores entrarem em acordo para a aprovação de um destaque que suprimia o artigo 92-A, trecho que impedia aumentos nos rendimentos dos servidores.
O destaque foi defendido tanto por parlamentares da oposição quanto da base de apoio ao presidente Michel Temer. O líder do governo no Senado, Romero Jucá (MDB-RR), foi um dos que apoiaram a queda da cláusula que congelava os ajustes salariais...