ARMAZEM PARAIBA

Goleada Paraiba!!

THAMIRES SIQUEIRA

Odontologia Especializada - Fones: (99)8845-7677 / 8166-7639.

DROGARIA CHAVES

Atendimento de Qualidade é com a Gente.

ESCOLA CEC

Educando para a Vida.

Cirurgião

Ligue e marque sua consulta.

ISETED

Seu futuro começa aqui.

CN Motos

Sua Concessionaria Honda em Barra do Corda.

Acesse http://www.ifenix.com.br/ e confira as promoções e novidades

Ligue e agende uma visita tecnica (99) 3643-1859.

KRIATIVA HOME DESIGN

Fone: (99)8141-8006.

Só Compensados

BR 226 - Ao Lado da Ferro Forte.

LOTEAMENTO GUIMARAES

AO LADO DO MINHA CASA MINHA VIDA.

RABELO MAGAZINE

RUA RIO JUTAI - TRIZIDELA.

24/07/2014

Duas pessoas Morrem em Acidente na BR 226 Próximo ao Povoado Clemente

 FOTO: RAILTON SAMU
Um grave acidente por volta das 12:00hs. desta quinta-feira vitimou duas pessoas, sendo um mulher identificada por Maria Regina de Sousa, e Rosa Sousa da Silva de 11 anos de idade, O veiculo era conduzido por Raimundo Francisco Lira de 52 anos de idade segundo informações da Funerária o acidente aconteceu nas proximidades do Povoado Clemente na  BR 226, no veículos Corsa Classic havia quatro pessoas sendo que duas foram socorridas pelo Samu uma transferida para o Socorrão da Cidade de Presidente Dutra e a outra encaminhadas ao hospital  Acrisio Figueira, O veiculo vinha de Poços de Caldas- GO com destino a Cidade de Fortuna - Ma, os corpos foram retirados do local pela funerária e trazidos ao necrotério do hospital.

Aguardem mais informações.

O Candidato a Deputado Gil Lopes participa de Congresso da Assembleia de Deus

O Candidato a Deputado Gil Lopes participou na noite de ontem do 32º Congresso Estadual de Esposas de Pastores e Dirigentes de Círculo de Oração da Igreja Assembleia de Deus, O mesmo parabenizou ao Pastor Silvestre e a todos que se empenharam na abertura desse grande evento, o qual segundo Gil Lopes foi uma bênção.

Homem tem cabeça arrancada por trem da Vale

'Alírio' teve a cabeça arrancada do corpo
‘Alírio’ teve a cabeça arrancada do corpo
Um homem, identificado apenas como ‘Alírio’, de 43 anos, morreu na tarde quarta-feira (23) num trecho da Ferrovia Norte Sul no bairro Carmelina na cidade de Porto Franco, sul do Maranhão.
Ele foi atropelado pelo trem da Vale e teve a cabeça arrancada do corpo nos trilhos. De acordo com informações de funcionários da linha férrea, a vítima teria se jogado na linha pondo a cabeça sobre os trilhos.
Moradores que vivem nas proximidades do local onde aconteceu a tragédia contam que Alírio vivia sozinha e aparentava ter problemas psiquiátricos.

Luis Cardoso

23/07/2014

Inicia-se o Congresso geral das mulheres da Assembleia de Deus no Maranhão

Teve inicio na noite desta quarta-feira 23, em Barra do Corda o Congresso geral das mulheres da Assembleia de Deus do Maranhão, Será realizado durante três dia e contar com mais de 6 mil pessoas presentes na Katedral Eventos.
A abertura contou com a presença do prefeito, Deputados e demais autoridades da Cidade e do Estado, com muito louvor, pregação da palavra de Deus inicia-se um dos eventos de maior encontro de evangélicos de Barra do Corda.

Adolescente estupra dona de casa e ainda mata o filho de1 ano em Colinas (TO)

 
Um crime bárbaro ocorreu na manhã desta quarta-feira (23) na cidade de Colinas do Tocantins-To( a 100 km de Araguaína).Segundo informações, um adolescente de 16 anos invadiu uma residência armado e abusou sexualmente da proprietária da casa identificada como Cristiane de 31 anos. Ainda desferiu golpes de faca contra ela e sua filha Ana Caroline de 4 anos. Em seguida matou seu filho Lucas Bonfim, de 1 ano e 6 meses .De acordo com a policia militar o adolescente ainda cortou o pescoço da criança de apenas de 1 ano e seis meses,. Segundo informações o adolescente conhecido como ''Neguim da Máfia'' é considerado de alta periculosidade e tem envolvimento com drogas.O menor que já tem passagens pela policia foi preso e se encontra na Delegacia de Colinas. Segundo testemunhas as vítimas eram vizinhas do suspeito. A mãe e a criança que foram esfaqueadas estão hospitalizadas, mas não há informações sobre o estado de saúde delas. O bebê de um ano e seis meses veio a óbito no local.

Primeira Hora Online

Morre no Recife, aos 87 anos, o escritor Ariano Suassuna

Ele sofreu um AVC na noite de segunda-feira e passou por cirurgia.
Nascido na Paraíba, ele vivia no Recife desde 1942.

Do G1 PE
Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress) 
Em março de 2010, Ariano Suassuna deu uma aula-espetáculo durante o Festival de Teatro de Curitiba (Foto: Lenise Pinheiro / Folhapress)
Morreu no Recife, nesta quarta-feira (23), o escritor, dramaturgo e poeta paraibano Ariano Suassuna, aos 87 anos. Ele estava internado desde a noite de segunda (21) na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Português, onde foi submetido a uma cirurgia na mesma noite após sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) do tipo hemorrágico. Segundo boletim médico, o escritor faleceu às 17h15. "O paciente teve uma parada cardíaca provocada pela hipertensão intracraniana". A família ainda não informou os detalhes do funeral.
A cirurgia da segunda foi feita para a colocação de dois drenos na tentativa de controlar a pressão intracraniana. Na noite de terça-feira (22), o quadro dele se agravou, devido a "queda da pressão arterial e pressão intracraniana muito elevada", conforme foi informado em boletim.
Em 2013, Ariano foi internado duas vezes. A primeira delas em 21 de agosto, quando sentiu-se mal após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, de acordo com os médicos, e ficou internado na unidade coronária, mas depois foi transferido para um apartamento no hospital. Recebeu alta após seis dias, com recomendação de repouso e nenhuma visita.
Dias depois, um aneurisma cerebral o levou de volta ao hospital. Uma arteriografia foi feita para tratamento e ele saiu da UTI para um apartamento do hospital, de onde recebeu alta seis dias depois da internação, no dia 4 de setembro.
Na aula-espetáculo, Ariano mistura causos, informações sobre elementos da cultura popular nordestin a (Foto: Costa Neto / Secretaria de Cultura de Pernambuco) 
Na aula-espetáculo que ministrou no Festival de Inverno de Garanhuns, na semana passada, mais uma vez Ariano misturou causos, informações sobre elementos da cultura popular nordestina; o grupo Arraial foi o convidado para os números de música e dança (Foto: Costa Neto / Secretaria de Cultura de Pernambuco)
Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Mesmo com os problemas na saúde, ele permanecia em plena atividade profissional. "No Sertão do Nordeste a morte tem nome, chama-se Caetana. Se ela está pensando em me levar, não pense que vai ser fácil, não. Ela vai suar! Se vier com essas besteirinhas de infarto e aneurisma no cérebro, isso eu tiro de letra", disse ele, em dezembro de 2013, durante a retomada de suas aulas-espetáculo.
Em março deste ano, Ariano foi homenageado pelo maior bloco do mundo, o Galo da Madrugada.  Ele pediu que a decoração fosse feita nas cores do Sport, vermelho e preto, e ficou muito contente com a homenagem. “Eu acho o futebol uma manifestação cultural que tem muitas ligações com o carnaval”, disse, na ocasião.
No mesmo mês, o escritor concedeu uma entrevista à TV Globo Nordeste sobre a finalização de seu novo livro, “O jumento sedutor”. Os manuscritos começaram a ser trabalhados há mais de trinta anos.
Na última sexta-feira, Suassuna apresentou uma aula espetáculo no teatro Luiz Souto Dourado, em Garanhuns, durante o Festival de Inverno. No carnaval do próximo ano, o autor paraibano deve ser homenageado pela escola de samba Unidos de Padre Miguel, do Rio de Janeiro.
Com montagem d'O Auto da Compadecida no Rio de Janeiro, Ariano conquistou a crítica brasileira (Foto: Acervo pessoal / Ariano Suassuna) 
Com montagem d'O Auto da Compadecida no Rio de Janeiro, Ariano conquistou a crítica brasileira (Foto: Acervo pessoal / Ariano Suassuna)
Obra
A primeira peça do escritor, "Uma mulher vestida de sol", ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948. Ariano escreveu um de seus maiores clássicos, "O Auto da Compadecida", em 1955, cinco anos depois de se formar em direito. A peça foi apresentada pela primeira vez no Recife, em 1957, no Teatro de Santa Isabel, sem grande sucesso, explodindo nacionalmente apenas quando foi encenada – e ganhou o prêmio – no Festival de Estudantes do Rio de Janeiro, no Teatro Dulcina. A obra é considerada a mais famosa dele, devido às diversas adaptações. Guel Arraes levou o “Auto” à TV e ao cinema em 1999.
O escritor considera que seu melhor livro é o “Romance d'A Pedra do Reino e o príncipe do sangue do vai-e-volta”. A obra começou a ser produzida em 1958 e levou 12 anos para ficar pronta. Foi adaptada por Luiz Fernando Carvalho e exibida pela Rede Globo em 2007, com o nome de "A pedra do reino".
Na década de 70, Ariano começou a articular o Movimento Armorial, que defendeu a criação de uma arte erudita nordestina a partir de suas raízes populares. Ele também foi membro-fundador do Conselho Nacional de Cultura.
Após 32 anos nas salas de aula, Suassuna se aposentou do cargo de professor da Universidade Federal de Pernambuco, em 1989. O período também ficou marcado pelo reconhecimento nacional do escritor – Ariano tomou posse na cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (ABL), no Rio de Janeiro, em 1990.

Mais uma fuga é abortada em Pedrinhas


Uma possível fuga em massa pôde ser abortada por policiais militares do Batalhão de Choque que fazem a segurança no Complexo Penitenciário de Pedrinhas, logo no início da manhã desta quarta-feira (23).
Um buraco, por onde os presos passariam, foi descoberto pelos policiais no Pavilhão Beta do Centro de Detenção Provisória (CDP). O local abriga presos integrantes da facção criminosa denominada de Primeiro Comando do Maranhão (PCM), formada por detentos do interior do estado.
Com a descoberta, as vistorias nas celas dos presídios que compõem o complexo, foram intensificadas.
No final do mês passado, uma outra fuga foi evitada em Pedrinhas. Na ocasião policiais descobriram um túnel por onde fugiriam 185 presos do Presídio São Luís I. O buraco foi encontrado na cela 17 do Bloco D.
Em maio, cinco presos conseguiram fugir por um túnel aberto nesse mesmo presídio.
Na madrugada do dia 30 de março, quatro presos conseguiram fugir por um túnel aberto também no Presídio São Luís I. O túnel foi escavado da cela 14 do bloco B até o pátio da unidade prisional.
No dia 21 de abril, três presos do Centro de Detenção Provisória – CDP conseguiram fugir durante o banho de sol. O túnel foi escavado na cela de número 13, do pavilhão Delta.